Guia de Preparação e Administração de
Medicamentos por Via Parentérica

Pesquisar medicamento: 
 
 
 
 

Menus
Imagem
    Introdução  
    Como Consultar  
  Vias de Administração  
    Incompatibilidades Fisico-Químicas  
    Estabilidade  
    Considerações Gerais  
    Pesquisa Avançada  
    Classificação Farmacoterapêutica  
    Abreviaturas e Acrónimos  
    Glossário  
    Bibliografia  
    Sobre a Autora  
       
Outros
    Contactos  
    Política de Privacidade  
    Termos de Utilização  
    Mapa do Site  
    Sugestões  
       
         

 

 

 

 


Introdução...
 

 


Este Site foi desenvolvido com o intuito de complementar exclusivamente HTTP//ABOUTTRADING.PT/ os conhecimentos dos profissionais de saúde, no que diz respeito à preparação, reconstituição, estabilidade e administração de medicamentos por via parentérica.

Todos sabemos, que os estudos relacionados com a estabilidade e compatibilidade dos medicamentos são dispersos, normalmente em livros estrangeiros e nem sempre contêm informações relativas às formulações comercializadas em cada país. Muitas vezes, nem os dados da própria Indústria Farmacêutica produtora, são disponibilizados atempadamente.

Todos os conteúdos deste Site, não são mais do que o resultado de um conjunto vasto de informação pesquisada e minuciosamente analisada, essencialmente obtida a partir dos Resumos das Características dos Medicamentos (RCM's) ou de outras fontes bibliográficas, quando a mesma era julgada insuficiente. A obtenção dos RCM's foi possível através de consulta livre e gratuita, no site da EMEA - The European Agency for the Evaluation of Medicinal Products, de pedido formalizado à Indústria Farmacêutica produtora/importadora/distribuidora e simultaneamente, por consulta na Internet em sites internacionais de reconhecida idoneidade. Foi elaborada e organizada com base numa Classificação Farmacoterapêutica adoptada pela Autora, encontrando-se os Medicamentos injectáveis ordenados alfabeticamente por Nome Comercial e/ou Denominação Comum Internacional (DCI).
Quanto aos Medicamentos Citostáticos, a sua disponibilização será efectuada brevemente, dado que os mesmos estão a ser alvo de HTTP//ABOUTTRADING.PT análise técnica dos conteúdos por parte da Autora. Saliente-se ainda que a ausência neste Site, dos Grupos XIV, XV, XVI e XXI, advém da inexistência de Medicamentos para administração parentérica nos mesmos.

Assim, a sua consulta não tem necessariamente de ser realizada por um determinado processo rígido. Poderá em qualquer umas das páginas existentes neste Site, utilizar o campo de pesquisa, disponibilizado no seu inicio, digitando o Nome Comercial, o Nome Genérico, o Grupo Farmacoterapêutico ou mesmo o Laboratório produtor. Poderá igualmente, e se assim o entender, utilizar outras duas alternativas possíveis de pesquisa. A primeira, é o recurso à página de Pesquisa Avançada, onde poderá cruzar as diversas opções aí existentes. A última alternativa, será a de aceder ao Mapa do Site e nele encontrará,  todos os medicamentos injectáveis devidamente ordenados e disponíveis para consulta na Base de Dados.

Convém também e desde já salientar, que a informação respeitante a cada medicamento se encontra normalizada, obedecendo a 11 parâmetros comuns de avaliação:

Nome Comercial;
Denominação Comum Internacional;
Classificação Farmacoterapêutica;
Apresentação;
Forma Farmacêutica;
Vias de Administração;
Reconstituição (indicação qualitativa e quantitativa dos solventes/veículos a usar);
Diluição/Administração (vias de administração adequadas, compatibilidade dos medicamentos com as diferentes soluções de perfusão, volumes, velocidade de perfusão e concentrações possíveis);
Estabilidade após Reconstituição/Diluição (período de tempo durante o qual o medicamento mantém a estabilidade físico-química);
Armazenamento;
Observações (outras considerações particulares julgadas úteis).

Chama-se a atenção para o facto das indicações aí fornecidas, dizerem respeito à utilização em doentes adultos, com função renal normal e sem necessidade de restrições hídricas. A dose, a concentração e a velocidade de perfusão indicadas para cada medicamento são recomendações gerais, ficando no entanto ao critério de cada clínico, a possibilidade da adequação desses parâmetros à situação específica de cada doente.



Uma Breve Perspectiva...

Os medicamentos injectáveis para administração por via parentérica chegam aos profissionais de saúde, nas mais diferentes formas farmacêuticas:

Soluções prontas a administrar;
Pós ou liofilizados solúveis para reconstituir ou diluir com solventes;
Suspensões prontas a administrar;
Pós ou liofilizados insolúveis para reconstituir ou diluir com um veículo;
Emulsões;
Líquidos concentrados para diluir antes da administração.

A sua preparação, reconstituição e diluição, requerem o conhecimento HTTPS//ABOUTTRADING.PT das propriedades físico-químicas das moléculas dos fármacos, dos excipientes, bem como dos veículos/solventes nos quais vão ser diluídos, de forma a não comprometer a sua estabilidade. Estes factores são determinantes na segurança e na qualidade da administração do medicamento ao doente.
Pode dizer-se que a administração parenteral (do grego: "para" = ao lado + "enteron" = intestinal), também chamada injectável, começou a desenvolver-se depois dos trabalhos de Pasteur sobre a esterilização. Até essa data, a via parenteral, que foi pela primeira vez utilizada de uma maneira sistemática na terapêutica humana por Alexander Wood em 1853, tinha dado origem a diversos acidentes infecciosos, já que os medicamentos não eram esterilizados. Assim, surgem como exigências da via parenteral, a necessidade de utilização de medicamentos estéreis, e de soluções aquosas com pH e tonicidade compatíveis com os tecidos onde são aplicados.

Os medicamentos de uso parenteral são muitas vezes combinados para administração. Essas chamadas Misturas Intravenosas (MIV), incluem soluções de pequeno e de grande volume. Considerando o elevado número de medicamentos existentes bem como o de veículos que podem ser usados na preparação das MIV, as suas combinações possíveis podem ascender aos milhares. Não podemos esquecer que, cada medicamento comercializado contém ainda vários excipientes (co-solventes, conservantes, antioxidantes, gases, surfactantes, tampões, agentes de complexação, agentes de quelação), que interferem igualmente com a compatibilidade e estabilidade dos fármacos em solução. Esta questão torna-se mais complexa, quando laboratórios farmacêuticos comercializam uma mesma molécula (principio activo) com diferentes formulações. Portanto, prever as potenciais instabilidades e incompatibilidades entre fármaco/veículo, fármaco/fármaco e fármaco/excipiente, requer o conhecimento dos factores que podem influir ou afectar a estabilidade físico-química de todos os componentes.
Atendendo a todos estes potenciais problemas, o farmacêutico é questionado frequentemente sobre a preparação, reconstituição ou estabilidade dos medicamentos injectáveis, tornando-se assim num dos seus desafios profissionais. De forma a assegurar uma distribuição eficaz do medicamento ao doente, é da responsabilidade do farmacêutico saber qual a informação disponível e informar sobre cada componente.

Muitos farmacêuticos podem considerar este assunto pouco recompensador, dado que os estudos são aborrecidos de ler e muitas vezes não podem ser aplicados de imediato a casos clínicos concretos. Contudo, o uso desta informação é a chave que assegura a integridade da dosagem das formas farmacêuticas e de uma forma mais geral, a responsabilidade do farmacêutico no uso do medicamento de forma eficaz e segura. Um exemplo representativo da gravidade deste assunto foi o alerta da Food and drug Administration (FDA) relativo à morte de duas pessoas, possivelmente atribuídas à precipitação do fosfato de cálcio em soluções de nutrição parentérica.


... uma Palavra Final.

Espera a Autora, que este Guia corresponda às expectativas dos destinatários e que cumpra os objectivos a que se propôs, isto é, fornecer informação útil e eficaz para uma correcta administração da terapêutica injectável ao doente por parte dos Profissionais de Saúde.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   
 

Introdução | Como Consultar | Vias de Administração | Incompatibilidades Físico-Químicas
Estabilidade | Considerações Gerais | Pesquisa Avançada | Classificação Farmacoterapêutica
Abreviaturas e Acrónimos | Glossário | Bibliografia | Sobre a Autora

Contactos | Política de Privacidade | Termos de Utilização | Mapa do Site | Sugestões


© Copyright 2000-2005 - USA, Ana Paula Dinis. Todos os direitos reservados.
Este Site e todos os conteúdos dele integrantes, têm um carácter consultivo e são destinados exclusivamente a profissionais de saúde devidamente habilitados. Se não é um profissional de saúde, deve abandonar de imediato o presente Site, dado que está a violar os seus Termos de Utilização.

 
Показать